Fiscalização das restrições , Media Mais

“Chapas” exortados a transportar três passageiros em cada banco

Vânia Muchanga,

Vigora desde esta quarta-feira (1 de Abril), até trinta de Abril, o Estado de Emergência.

O sector dos transportes continua a ser um dos mais pressionados para o cumprimento das medidas de prevenção da Covid-19. 

As polícias municipais e de trânsito exortam o cumprimento da recomendação de três passageiros em cada banco, e a lotação máxima de cinquenta nos autocarros.  

 Com esta medida, o semicolectivo passa a transportar quinze passageiros. 

A medida não foi  acolhida favoravelmente pelos transportadores. 

 Para aferir o cumprimento das restrições, a Media Mais presenciou uma actividade de fiscalização da Polícia de Trânsito, no bairro Luís Cabral.

O cumprimento desta medida está aquém do desejado. 

Um dos transportadores aplaude a medida, entretanto, lamenta o prejuízo e pede compensação ao Estado. 

O incumprimento da lotação nos semicolectivos é fomentado pelos cobradores e estimulado por passageiros, por insuficiência de transporte.

Por outro lado, os passageiros congratulam o reforço das restrições e a fiscalização, para a prevenção de contaminação pelo coronavírus.

Segundo, Afonso Nguila, chefe da brigada do posto da polícia de trânsito da Maquinaque, alguns transportadores estão a acatar   com a medida de restrição, mas antevê desafios para o cumprimento pleno das medidas, por parte de alguns transportadores.
 

Autores

Vânia MuchangaVânia Muchanga...