Porta-voz da EDM, Luís Amado, Web Mais

Ciclone Idai: reposição da rede eléctrica custa 141 milhões de dólares

Célia Zandamela,

A reparação do sistema de transporte e distribuição de energia eléctrica destruído pelo ciclone Idai, nas províncias de Sofala, Manica, Zambézia e Tete, vai custar mais de 141 milhões de dólares, de acordo com projecção da Electricidade de Moçambique (EDM).

O ciclone deitou abaixo vários quilómetros de linhas de transporte de energia e danificou extensas redes de distribuição de média e baixa tensão, afectando milhares de consumidores, alguns dos quais continuam sem este serviço dois meses após o ciclone.

O porta-voz da Luís Amado, disse que, só para repor o sistema até ao ponto actual, foram investidos cerca de 21 milhões de dólares.

As obras realizadas permitiram o restabelecimento da rede em quase 90 por cento.
Luís Amado, refere que a EDM perde cerca de 3.8 milhões de dólares em receitas, porque milhares dos clientes têm as infra-estruturas destruídas e/ou negócios paralisados.

O porta-voz da EDM disse ao jornal notícias, que a empresa está a mobilizar os fundos necessários para as obras definitivas, que se espera venham a tornar a rede mais robusta e resistente a eventos extremos como o Idai.

Questionado sobre os danos do ciclone Kenneth, que atingiu Cabo Delgado e Nampula em meados de Abril, Amado disse que os números estão ainda em apuramento.
 

Autores

Célia ZandamelaCélia Zandamela...