Mulher Moçambicana, BS

Mulheres com boas perspectivas de integração e desenvolvimento na sociedade

Vânia Muchanga,

Celebra-se hoje, 7 de Abril,  o dia da Mulher Moçambicana, data instituída para celebrar o legado de Josina Machel, heroína nacional, que morreu a 7 de Abril de 1971, no auge da Luta Armada de Libertação, em que se destacou na defesa da causa da mulher moçambicana.

Quarenta e oito anos após a morte de Josina Machel, as mulheres continuam a exaltar os ideais dessa heroína nacional, contribuindo de diferentes formas para o desenvolvimento do país.

A mulher moçambicana quer ver respeitados os seus direitos.

Antiga Primeira Ministra, Luísa Diogo, congratula as mulheres moçambicanas, pelas conquistas alcançadas, e apela à entrega da mulher para superar os desafios prevalecentes.

A vice-ministra da Juventude e Despostos, Ana Flávia Azinheira, defende a educação para superar as barreiras culturais que condicionam o desenvolvimento da Mulher.

Por outro lado, Ana Flávia Azinheira fala do posicionamento das mulheres no desporto:
“Estamos avançados e continuamos a lutar para incluir as mulheres no desporto e formar mais estrela”, disse a vice- ministra. 

Por seu turno, a Ministra do Trabalho, Emprego e Segurança Social, Vitória Diogo, observa que aumentam os níveis de presença da mulher no mercado laboral.

Vitória Diogo, destaca a revisão da Lei do Trabalho como uma das conquistas para a inserção e respeito dos direitos da Mulher no mercado do laboral.

por seu turno, Josina Muianga, da Organização da Mulher Moçambicana, louvou a entrega das mulheres na luta para o desenvolvimento do País.
 

Autores

Vânia MuchangaVânia Muchanga...