Perto de três biliões destinam-se a custear a reposição dos danos causados pelo ciclone Idai., G1

Reconstrução pós-ciclones vai custar 3.2 biliões de dólares

Célia Zandamela,

A reconstrução das infra-estruturas destruídas pelos ciclones Idai e Kenneth, no centro e norte do país, vai custar três mil e duzentos milhões de dólares, segundo projecção anunciada ontem (14 de Maio), pelo Governo.

A porta-voz do Conselho de Ministros, Ana Comuana, disse que o valor vai servir para reactivar os sectores social, produtivo e a área de infra-estruturas.

Daquele montante, perto de três biliões de dólares destinam-se a custear a reposição dos danos causados pelo ciclone Idai, que em meados de Março atingiu as províncias de Sofala, Manica, Zambézia, Tete e norte de Inhambane.

Ana Comoana, clarificou que as necessidades para a reconstrução de infra-estruturas destruídas pelos ciclones serão submetidas à apreciação dos doadores, durante a conferência a realizar-se nos dias 31 de Maio e 1 de Junho, na cidade da Beira.

Perto de 700 participantes oriundos de organizações internacionais, doadores, personalidades do sector privado e da sociedade civil são esperados no evento.

Ainda ontem, o Governo apreciou informações que dão conta da redução do número de centros de acomodação ainda em funcionamento, sendo 12 em Sofala e oito em Cabo Delgado e Nampula, como resultado dos projectos de reassentamento em curso. 

Por outro lado, o Conselho de Ministros actualizou a legislação sobre os projectos de gás natural na Bacia do Rovuma e apreciou a reforma em curso, na administração pública, entre outros assuntos de interesse nacional.
 

Autores

Célia ZandamelaCélia Zandamela...