Martelo de Juiz, RTP

Sobe número de servidores públicos sancionados pelo TA por má gestão de Fundos

Vânia Muchanga,

Segundo o Coordenador do Pilar anti-corrupção, Baltazar Fael, trata-se de um número que não deve ser negligenciado pois isto demonstra  que um número considerável de servidores públicos, tem vindo a se envolver em casos de má gestão de fundos públicos, o que também implica ao nível do TA a aplicação de penas administrativas de reposição e multas. 

De acordo com o Centro de Integridade Pública (CIP) paralelamente a aplicação de sanções de natureza administrativa, o TA tem feito denúncias ao Ministério Público, por existência de indícios criminais nas infracções detectadas.

 Assim, em 2017 foram enviados pelo TA ao Ministério Publico 97 casos de suspeitas de envolvimento de funcionários em crimes de natureza económico-financeira. 


Ao olhar de Fael os casos partilhados indiciam que  estes funcionários tem vindo a praticar infracções financeiras que também revestem natureza criminal sobre os fundos do Orçamento do Estado.

Autores

Vânia MuchangaVânia Muchanga...