Zucula defende que as mortes causadas pelo ciclone Idai deviam alarmar as autoridades

O Engenheiro Paulo Zucula, antigo Director Geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, afirma que as 602 mortes causadas pela passagem do ciclone tropical Idai, no centro do país, deviam alarmar as autoridades moçambicanas, por se tratar de um número extremamente grande.